Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Desvendando a Bíblia

Desvendando a Bíblia

O pecado que Deus não perdoa

“Mas aquele que blasfemar contra o Espírito Santo não tem perdão para sempre, visto que é réu de pecado eterno” (Marcos 3:29).
Será que quem peca contra o Espírito Santo não peca contra o Pai e contra filho? Se for assim, não teremos um só Deus, mas deuses diferentes e um maior que outro. Por que quem peca contra o Espírito Santo não tem perdão? Será que Ele é superior às outras pessoas da divindade? Será que Ele não é Deus de amor como as demais pessoas da divindade? Creio que não deva ser assim que devamos crer. Devemos saber que quem peca contra o Pai e o Filho, também peca contra o Espírito Santo, assim como quem peca contra o Espírito Santo, peca contra o Pai e contra o filho. Afinal de contas trata-se do mesmo Deus. Então o que Jesus queria dizer quando disse que quem pecar contra o Espírito Santo não tem perdão?
O grande problema na compreensão desse texto é procurar ver todos os pecados como um ato praticado de imediato e não como um processo. Sendo um processo, ele não acontece instantaneamente. Ele para ser praticado deverá passar por alguns passos. Aqui estão eles:
Atenção;
Consideração;
Decisão;
Ato.
É claro que nem todos os pecados passam por esta ordem. Existem situações que você peca sem ter tido tempo para considerar o que iria fazer. Mas o ato não deixa de ser pecado e de ter conseqüências. Todavia, todo ato é conseqüência daquilo que existe dentro de nós. Disse Jesus: “Porque a boca fala do que está cheio o coração”. (Mateus 12:34).
Com respeito ao pecado, é importante entender que de alguma forma, todo pecado é contra o Espírito Santo. Ninguém em sã consciência poderá praticar algum ato ruim sem sentir na consciência uma voz a dizer que não faça tal coisa. “Quando te desviares para a direita e quando te desviares para a esquerda, os teus ouvidos ouvirão atrás de ti uma palavra, dizendo: Este é o caminho, andai por ele”. (Isaías 30:21). A não ser que tal pessoa já tenha perdido a consciência. Aí o problema fica gravíssimo.
Quando Jesus falou que os fariseus estavam blasfemando contra o Espírito Santo, na verdade Ele estava dizendo que as tais pessoas estavam rejeitando todas as oportunidades ofertadas por Deus para aceitar o Seu Filho enviado para salvar a humanidade. E isso não aconteceu de imediato. Eles puderam ver todas as provas de que Jesus era o Messias que viria salvar a humanidade. Mesmo depois da ressurreição, eles continuaram a rejeitar a o filho de Deus na pessoa de seus servos.
Mesmo sabendo que Jesus era o filho de Deus, preferiram rejeitá-lo até que suas consciências cessaram por completo. Chegaram ao ponto de não ouvir mais a voz de Deus em suas mentes. Quando o ser humano chega a esse ponto, o pecado para ele deixa de ser pecado. Ele não sente mais necessidade de se arrepender de alguma coisa. Aí o pecado não tem mais perdão. Mas por que nesse caso o pecado não tem mais perdão? É simples. O pecado nessa situação não tem mais perdão porque o pecador não mais se arrepende.
Então se pode entender que o pecado que Deus não perdoa é aquele que o pecador não se arrepende. Mas por que ele não se arrepende? Porque o responsável pelo arrependimento que é o Espírito Santo, já se afastou dele. Foi a esse tipo de pecado que Jesus chamou de blasfêmia contra o Espírito Santo. É a continua resistência ao Poder maravilhoso do Espírito Santo.
A blasfêmia contra o Espírito Santo se dá através dos seguintes passos: Resistência → Tristeza → Apagar →Abandono.
Primeiro o pecador resiste à voz do Espírito Santo. Quando o Espírito Santo é rejeitado Ele se entristece. A esse respeito o apóstolo Paulo nos aconselha: “E não entristeçais o Espírito de Deus, no qual fostes selados para o dia da redenção” (Efésios 4:30). Se o pecador insiste em rejeitar o Espírito Santo ele finalmente O apaga de sua vida. A esse respeito disse o apóstolo Paulo: “Não apagueis o Espírito”. Aí só resta fazer uma coisa: o Espírito Santo se afastar. Aí se concretiza o processo chamado de blasfêmia contra o Espírito Santo.
Quando o pecador chega a esse ponto, não há mais nada que Deus possa fazer por ele. Resta apenas o Juízo final, onde Deus dará ao pecador a condenação eterna.
Deus não perdoa o pecado dessa natureza porque Ele não queira, mas porque o Espírito Santo já se afastou dele e consequentemente ele não mais se arrepende.
Esse tipo de pecado nem sempre é um “grande” pecado. Pode ser um pequeno pecado que você cariciou e nunca tomou uma iniciativa se quer de se arrepender. Assim chega um tempo em que esse pecado deixa de ser pecado e o Espírito Santo deixa de agir em tua mente. Dessa forma você não se arrependerá mais dele, consequentemente não terá perdão. E finalmente se perderá.

CARACTERÍSTICAS DE UM BLASFEMADOR DESSA NATUREZA

1º) Ele fica insensível à voz do Espírito Santo. Isso significa que ele não ouve mais aquela voz que diz para não fazer tal coisa. Nesse caso, o Espírito Santo já se afastou definitivamente dele.
2º) Ele perde a consciência com respeito ao pecado. Para ele o pecado, não importa qual seja, deixa de ser pecado. Aliás, de certa forma, aquele pecado para ele nem mais existe. Se tiver o hábito de mentir, a mentira se torna verdade. Ele não sabe mais diferenciar a mentira da verdade.
3º) Para todo pecado ele encontra uma justificativa. Se a sua blasfêmia está relacionada à mentira, ele criará outra mentira para justificar a mentira anterior. Desta forma o pecado se torna uma bola de neve.
4º) Ele se deleita no pecado que comete. Além de justificar os seus atos, ele o faz com prazer. E não sente necessidade de se arrepender.
Em um caso desse tipo, só resta o juízo final. Deus já fez tudo o que podia por um ser dessa natureza.
Todavia, se você tem pecado acariciado, mas ainda sente que tal ato ainda é errado, saiba que o Espírito Santo ainda não te abandonou. O teu caso ainda tem solução, pois você ainda não concretizou o processo de blasfêmia contra o Espírito Santo.
Se você de certa forma ainda ouve a voz do Espírito Santo em tua consciência, cabe apenas não endurecer o teu coração, para que ele não fique petrificado, como ficou o de Saul a ponto de buscar ajuda em uma conselheira do diabo.
Caro leitor! “Hoje, se ouvirdes a Sua voz, não endureçais o vosso coração”. (Hebreus 4:7).

 

 

 

9 comentários

Comentar post