Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Desvendando a Bíblia

Desvendando a Bíblia

O maior acontecimento sobrenatural da história

       

Neste nosso planeta temos presenciado eventos que têm chamado muito a atenção dos habitantes deste mundo. Temos visto terremotos, maremotos, guerras, furacões, inundações, secas etc. Mas, nenhum deles irá chamar mais a atenção que o retorno de nosso Senhor Jesus Cristo.

Com respeito a esse acontecimento, pode-se até pensar que a divulgação dele é coisa recente, mas isso não é verdade. Pessoas que pertenceram às primeiras gerações de habitantes deste planeta já falaram a respeito da segunda vinda de Jesus. Entre elas podemos citar Enoque, o sétimo depois de Adão. Ele afirmou que um dia o nosso Senhor viria com seus milhares de anjos. “E destes profetizou, também, Enoque, o sétimo depois de Adão, dizendo: Eis que é vindo o Senhor, com milhares dos seus santos, Para fazer juízo contra todos e condenar, de entre eles, todos os ímpios, por todas as suas obras de impiedade, que impiamente cometeram, e por todas as duras palavras que ímpios pecadores disseram contra ele..” (Judas 14).

Pela leitura do texto pode-se observar que essa vinda a que o patriarca se refere, não é a primeira, que foi para salvar a humanidade, mas sim, a segunda, onde virá buscar os que aceitarem a salvação.

Antes de ir para o céu Jesus se importou em falar a respeito de sua vinda. E são Dele estas palavras: “Não se turbe o vosso coração: credes em Deus, crede, também, em mim. Na casa de meu Pai há muitas moradas; se não fosse assim, eu vo-lo teria dito; vou preparar-vos lugar. E, se eu for, e vos preparar lugar, virei outra vez, e vos levarei para mim mesmo, para que, onde eu estiver, estejais vós, também.“ (São 14:1-3).

 

OBJETIVOS DA VINDA DE JESUS

 

1° objetivo: Juntar os escolhidos.

 “E logo depois da aflição daqueles dias, o sol escurecerá, e a lua não dará a sua luz, e as estrelas cairão do céu, e as potências dos céus serão abaladas. Então aparecerá no céu o sinal do Filho do homem; e todas as tribos da terra se lamentarão, e verão o Filho do homem, vindo sobre as nuvens do céu, com poder e grande glória. E ele enviará os seus anjos, com rijo clamor de trombeta, os quais ajuntarão os seus escolhidos, desde os quatro ventos, de uma à outra extremidade dos céus” (Mateus 24:29-31). Este texto trata da vinda de Jesus, onde Ele a chama de vinda do filho do homem e já mostra os objetivos da vinda do grande rei da glória. De acordo com o verso trinta do mesmo capítulo, a vinda de Jesus tem como objetivo juntar os seus escolhidos.”E ele enviará os seus anjos, com rijo clamor de trombeta, os quais ajuntarão os seus escolhidos, desde os quatro ventos, de uma à outra extremidade dos céus.” Observe que o texto diz que os anjos juntarão os escolhidos, mas isso não significa que juntarão para deixá-los aqui, mas para levá-los com Jesus.

 

2° objetivo: Separar justos dos injustos

 

 “E quando o Filho do homem vier em sua glória, e todos os santos anjos com ele, então se assentará no trono da sua glória; E todas as nações serão reunidas diante dele, e apartará uns dos outros, como o pastor aparta dos bodes as ovelhas; E porá as ovelhas à sua direita, mas os bodes à esquerda. Então dirá o Rei aos que estiverem à sua direita: Vinde, benditos do meu Pai, possuí por herança o reino que vos está preparado, desde a fundação do mundo; Porque tive fome, e destes-me de comer; tive sede, e destes-me de beber; era estrangeiro, e hospedastes-me; Estava nu, e vestistes-me; adoeci, e visitastes-me; estive na prisão, e fostes ver-me.” (Mateus 25:31- 36).

Na segunda vinda de Jesus Ele irá separar os seus escolhidos dos injustos. Será nesse momento que se saberá quem é realmente filho da luz, ou filho das trevas. Quem fielmente serviu a Deus ou ao príncipe do mal. Nesse dia não haverá meio termo.

Da mesma forma como um pastor de ovelhas separa as ovelhas dos bodes, assim Deus separará os seus verdadeiros filhos dos filhos do Diabo.

Assim se entende que pela vinda de Jesus será separada a escória do ouro, ou seja, os fieis dos infiéis. Afinal de contas essa é uma das finalidades da vinda de Jesus.

 

3° objetivo: Levá-los para o reino de Deus

 

 “E, se eu for, e vos preparar lugar, virei outra vez, e vos levarei para mim mesmo, para que, onde eu estiver, estejais vós, também.” (São João 14:3)

Este texto é bastante claro quando diz que Jesus virá para buscar os seus escolhidos. Ele diz: ”e vos levarei para mim mesmo.” Observe que Jesus fala em levar os seus escolhidos para estar com ele.

É verdade que existem doutrinas errôneas que contrariam este ensino. Existem religiosos que acreditam que Jesus virá ou até que já veio, mas com objetivo diferente do que acabamos de ver nas escrituras sagradas. Mas eu conclamo a você leitor a acreditar nas Escrituras Sagradas somente, e em nada mais.

Portanto, a segunda vinda de Jesus não será apenas um passeio do filho de Deus ao planeta, mas uma libertação total do pecado. Ele virá para buscar os seus filhos.

Resumindo podemos afirmar que os objetivos básicos da vinda de Jesus são:

  • Juntar os seus escolhidos.
  • Separar os justos dos injustos.
  • Levar os salvos para o seu reino.

 

         No meio evangélico também existe a tese de que antes da volta de Jesus haverá um arrebatamento secreto que tem como objetivo, levar os salvos para o céu. Durante esse período que os salvos estiverem no céu, surgirá aqui na terra, o “anti-cristo” que reinará por sete anos e perseguirá os santos do altíssimo, e é no final desses sete anos que acontecerá a vinda de Jesus que terá como objetivo: vencer o anti-cristo. Outra tese defendida por essa escola teológica é a de que nesse período de sete anos, os ímpios terão uma segunda oportunidade de se arrependerem.

         Quero que entenda a razão para não aceitarmos essa crença é que: se Deus vai dar uma segunda chance para esses ímpios, Ele estará sendo injusto com os demais ímpios que morreram em outras épocas e não tiveram uma segunda oportunidade.

Outra razão para repugnarmos esta doutrina é que ela reza que o anti-cristo perseguirá o santos. Mas observe bem, os santos não foram levados para o céu pelo arrebatamento secreto, como poderão ser perseguidos aqui nesta terra? A não ser que esses “santos” sejam os que se apostaram, todavia isso não faz sentido. Se eles se apostaram é porque não são santos. Vejamos a definição bíblica de santos. ”Aqui está a paciência dos santos, os que guardam os mandamentos de Deus e têm o testemunho de Jesus”(Apocalipse 14:12). De acordo com a Bíblia sagrada santos são os que guardam os mandamentos de Jesus e não os apostatados.

Os defensores desta doutrina usam a profecia das setenta semanas para justificar este ensino. É por isso que recomendo que estude as lições adicionais para melhor compreender o que o texto das setenta semanas quer realmente dizer. Você verá que a mesma trata de acontecimentos relacionados à primeira vinda de Jesus e não a respeito da segunda vinda. Portanto, no final desse curso, não deixe de ouvir as lições adicionais.

Outra doutrina é a que, Jesus já voltou em 1914 de forma invisível e que está reinando com seus filhos aqui nesta terra. Entretanto, não existem fundamentos bíblicos para este ensinamento.

 

COMO SERÁ A VINDA DE JESUS?

 

1° Característica: Visível.

 

          “Eis que vem com as nuvens, e todo o olho o verá, até os mesmos que o traspassaram; e todas as tribos da terra se lamentarão sobre ele. Sim. Amém”.  (Apocalipse 1:7). Este verso enfatiza com clareza que a segunda vinda de Jesus será visível, pois todos os olhos o verão, até mesmo aqueles que o traspassaram. Você pode perguntar: como poderão aqueles que o mataram vê-lo voltar, se agora eles estão mortos? Se as Escrituras dizem que eles O verão, isso significa que antes da segunda vinda esses terríveis homens maus, ressuscitarão para ver o rosto daquele de quem eles zombaram. Eles ressuscitarão para a vergonha eterna. São de Jesus as seguintes palavras: “E os que fizeram o bem sairão para a ressurreição da vida; e os que fizeram o mal, para a ressurreição da condenação.” (São João 5:29).

Portanto, uma das características da vinda de Jesus será a visibilidade. Todo olho verá.

Pode-se perguntar: Se Jesus vier pelo pólo norte, como poderá uma pessoa que está no pólo sul vê-lo? Para responder a esta sua indagação se deverá responder a outras perguntas também muito importantes como estas: Como poderá uma pessoa que perdeu a vida há dois mil anos voltar a viver? Como poderá uma pessoa que morreu comida por animais selvagens viver novamente? Como poderá viver novamente uma pessoa que foi queimada e suas cinzas espalhadas por varias partes do mundo?

É bom entender que existem coisas impossíveis para o homem, mas não para Deus.  Deus tem poder para ficar visível em toda e qualquer parte do universo ao mesmo tempo. Saiba que existem limitações apenas para o homem, mas não para Deus. O importante é entender que Jesus pela sua segunda vinda a este mundo e pelo seu poder, se fará visível a todos. Ele possui um atributo chamado onipresença, que estudará sobre ela mais adiante.

 

2° Característica: Poder e glória

 

 “Então aparecerá no céu o sinal do Filho do homem; e todas as tribos da terra se lamentarão, e verão o Filho do homem, vindo sobre as nuvens do céu, com poder e grande glória.” Observe que: “...todas as tribos da terra se lamentarão, e verão o Filho do homem, vindo sobre as nuvens do céu.” (Mateus 24:30).

A segunda vinda de Jesus não será de forma silenciosa e desapercebida.  Ela será com grande poder e muita glória. Seria impossível que todos os povos da terra não vejam esse acontecimento. Todas as pessoas que estiverem vivas na face da terra observarão esse tremendo acontecimento, ou seja, verão a Jesus vindo nas nuvens do céu.

 

3° Característica: Corpórea.

 

“E, quando dizia isto, vendo-o eles, foi elevado às alturas, e uma nuvem o recebeu, ocultando-o aos seus olhos. E, estando com os olhos fitos no céu, enquanto ele subia, eis que junto deles se puseram dois varões, vestidos de branco. Os quais lhes disseram: Varões galileus, por que estais olhando para o céu? Esse Jesus, que de entre vós foi recebido em cima, no céu, há de vir, assim, como para o céu o vistes ir.”(Atos 1:9 -11).

Jesus antes de ir para o céu comeu peixe com os discípulos. “E não o crendo eles ainda, por causa da alegria, e estando maravilhados, disse-lhes: Tendes aqui alguma coisa de comer? Então eles apresentaram-lhe parte de um peixe assado e um favo de mel. O que ele tomou e comeu diante deles.”(Lucas 24:41- 43). Observe que se Jesus comeu peixe, era porque ele tinha corpo e carne como todos nós. E foi desta forma que ele foi ao céu. Ele foi em corpo. E de acordo com os dois varões, ou seja, os dois anjos que se apresentaram aos discípulos no dia ascensão de Jesus, ele virá da mesma forma que foi para o céu, ou seja, em corpo.

Portanto, Ele não virá em espírito como muitos crêem, mas em corpo.

Resumindo, a vinda de Jesus terá as seguintes características: será visível, em poder e glória e em corpo.

Pelo período da vinda de Jesus outro fenômeno espetacular acontecerá. Todos aqueles que morreram em Cristo ressuscitarão. “Porque o mesmo Senhor descerá do céu, com alarido, e com voz de arcanjo, e com a trombeta de Deus; e os que morreram em Cristo ressuscitarão primeiro. Depois nós, os que ficarmos vivos, seremos arrebatados juntamente com eles, nas nuvens, a encontrar o Senhor nos ares, e assim estaremos sempre com o Senhor. Portanto, consolai-vos uns aos outros com estas palavras.” (II Tessalonicenses 4:15-17). É interessante notar que os que estiverem vivendo em Cristo, serão arrebatados juntamente com todos os que foram ressuscitados, para encontrar com o Senhor nos ares.

É interessante que a ressurreição também será um fenômeno sobrenatural. Até hoje, na história da humanidade, nunca houve um caso de ressurreição que não tenha sido por um milagre. A Bíblia conta alguns casos de ressurreição, tanto na época do velho testamento, quanto na do novo, mas todas elas foram frutos do poder divino.

Todavia existe uma grande diferença entre as ressurreições passadas, mencionadas na Bíblia e a grande ressurreição também por ela mencionada, que acontecerá no dia da vinda de Cristo. Nas ressurreições do passado, as pessoas foram ressuscitadas, mas morreram depois de alguns anos, enquanto que na ressurreição que acontecerá pelo período da vinda de Jesus, os ressuscitados em Cristo nunca mais morrerão. Mas, somente os ressuscitados em Cristo.

Algo fabuloso também acontecerá no dia da vinda de Jesus. Tanto os salvos ressuscitados quanto os salvos que estiverem vivos quando Jesus voltar, serão transformados. “Eis aqui vos digo um mistério: Na verdade, nem todos dormiremos, mas todos seremos transformados; Num momento, num abrir e fechar de olhos, ante a última trombeta; porque a trombeta soará, e os mortos ressuscitarão incorruptíveis, e nós seremos transformados. Porque convém que isto, que é corruptível, se revista da incorruptibilidade, e que isto, que é mortal, se revista da imortalidade. E, quando isto que é corruptível se revestir da incorruptibilidade, e isto que é mortal se revestir da imortalidade, então cumprir-se-á a palavra que está escrita: Tragada foi a morte na vitória.” (I Coríntios 15:51-54).

Este texto mostra que as pessoas que estiverem mortas em Cristo, ressuscitarão transformadas ou seja, perfeitas. Mesmo que essas pessoas quando em vida não tivesse defeitos físicos, mas por natureza elas eram imperfeitas, pois eram pecadoras e propensas ao mal. De alguma forma tinham alguma deficiência. Mas na vinda de Cristo elas ressuscitarão com um corpo incorruptível, ou seja, perfeito.

A mesma coisa acontecerá com os que estiverem vivos em Cristo por essa ocasião. Eles serão transformados num abrir e fechar de olhos. Aqueles que tiverem defeito físico serão transformados. Aqueles que não tiverem defeitos físicos, também terão seus corpos corruptíveis transformados em incorruptíveis.

E quanto àqueles que estiverem mortos, porém sem Cristo, naquele dia, o que acontecerá com eles? “Mas os outros mortos não reviveram, até que os mil anos se acabaram.” (Apocalipse 20:5).

Quanto às pessoas que durante todas as suas vidas não se importaram com as coisas de Deus, e nem em fazer a vontade de Deus, terão uma grande decepção. “E os reis da terra, e os grandes, e os ricos, e os tribunos, e os poderosos, e todo o servo, e todo o livre, se esconderam nas cavernas e nas rochas das montanhas; E diziam aos montes e aos rochedos: Caí sobre nós, e escondei-nos do rosto daquele que está assentado sobre o trono, e da ira do Cordeiro; Porque é vindo o grande dia da sua ira; e quem poderá subsistir?” (Apocalipse 6:15-17). Essas pessoas sem exceção, ricos, pobres, livres, poderosos, sem poder etc.., terão a oportunidade de se deparar com aquele de quem tanto zombaram. Quem sabe não zombaram de forma direta, mas fizeram de forma indireta.

É bom entender que todas as vezes que professamos servir ou temer a Deus, mas fazemos de forma que desonra o Seu nome, estamos zombando de Deus.

É comum se ver milhares de pessoas em época de natal comemorar o nascimento do filho de Deus, fazendo exatamente aquilo que desagrada ao Criador. Outros nos dias de semana santa dizem estar comemorando a morte e ressurreição de Jesus, mas fazem coisas que desagradam a Jesus. Todas estas pessoas querendo ou não, estão zombando do filho de Deus.

No dia da vinda de Cristo essas pessoas sairão com medo pedindo aos rochedos que caiam sobre elas e os escondam do rosto daquele que está sentado no trono e da ira do cordeiro. Mas eles não terão esse tipo de morte. Eles serão obrigados a ver o rosto daquele de quem tanto zombaram. E você pode indagar: E o que acontecerá em seguida com eles? “E então será revelado o iníquo, a quem o Senhor desfará pelo assopro da sua boca, e aniquilará pelo esplendor da sua vinda.” (II Tessalonicenses 2:8). Entende-se que após os ímpios contemplarem contra a vontade o rosto daquele de quem tanto zombaram, eles serão derretidos pela glória do filho de Deus.

Mas, não sucederá assim com aqueles que estiverem preparados para a segunda vinda de Jesus. “E, naquele dia, se dirá: Eis que este é o nosso Deus, a quem aguardávamos, e ele nos salvará: este é o Senhor, a quem aguardávamos: na sua salvação, gozaremos e nos alegraremos” (Isaias 25:9). Portanto, os salvos ao contrário dos ímpios, receberão a Jesus com grande regozijo, pois afinal de contas se prepararam a vida inteira para esse evento.

O apóstolo Paulo nos traz uma grande mensagem a esse respeito. “Portanto, consolai-vos uns aos outros com estas palavras.” (I Tessalonicenses 4:18).

Caro leitor. Depois de fazer este estudo sobre esse extraordinário acontecimento denominado de volta de Jesus, como você gostaria de estar naquele dia, preparado ou despreparado? De que maneira você quer receber a Jesus, com regozijo, de braços abertos ou você prefere sair correndo com medo, juntamente com os outros ímpios procurando a morte?

Que depois deste estudo você possa se decidir em se preparar para estar entre os santos quando Jesus voltar.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Comentar:

Mais

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.